Pesquisa personalizada

Comédia no Banheiro Público.

Posted: sexta-feira, 3 de julho de 2009
Quer se divertir no banheiro público e não sabe como ?



1. Enfie a mão por baixo da divisória e pergunte: "Tem um isqueiro aí?".

2. Comemore e bata palmas cada vez que alguém peidar ou fizer algum barulho estranho.

3. Deixe cair uma bola de gude e diga: "Ih, caiu meu olho de vidro!".

4. Grite: "Que água fria, cacete!"

5. Diga: "Humm, é a primeira vez que sai desta cor".

6. Emita grunhidos e gemidos de quem está fazendo muita força durante uns 30 segundos, depois despeje um balde d'água de uma altura de uns 2 metros dentro do vaso e então faça ruídos de alívio.

7. Diga bem alto: "Mas como é que isto veio parar aqui?"

8. Diga: "Esterco. Tá mais é parecendo esterco."

9. Encha uma garrafa de plástico com creme de leite. Esguiche para todos os lados por baixo das divisórias enquanto grita: "Ooa! Calma, garoto!"

10.Diga: "Interessante...tem mais coisa flutuando que afundando".

11.Encha um pedaço de papel higiênico com doce de leite cremoso e jogue por baixo da divisória em direção a seu vizinho. Então diga: "Ih, foi mal! Dá pra mandar de volta pra cá?".

12.Diga: "Como é que é, garotão? Isso não é hora de dormir!"

13.Encha um balão de borracha com creme de milho. Corra em direção a um dos vasos com a mão tampando a boca e faça altos ruídos de vômito enquanto espreme o balão e esguicha o creme pra todos os lados. Peça desculpas e comente que deve ter sido a rabada.

14.Diga: "Droga, eu sabia que ia entupir!"

15.Cante um sambinha conhecido enquanto batuca nas nádegas.

16.Enfie um espelhinho por baixo da divisória e diga: "Uhu, tô vendo!"

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada