Pesquisa personalizada

Divisão de Bens

Posted: domingo, 30 de agosto de 2009
Invasão.. não é o Tiago que tá postando, é uma amiga dele que invadiu o blog, já que ele nunca postaria um texto desses.

Divisão de bens entre Adão e Eva
Quando Deus criou Adão e Eva, disse aos dois:
- Tenho dois presentes para distribuir entre vocês: um é para fazer xixi em pé e...
Adão, ansiosíssimo, interrompeu, gritando:
- Eu! Eu! Eu! Eu! Eu quero, por favor... Senhor, por favor, por favor, Sim?
Facilitar-me-ia a vida substancialmente! Por favor! Por favor! Por favor!
Eva concordou e disse que essas coisas não tinham importância para ela.
Então, Deus presenteou Adão com o “pinto”..
Adão ficou maravilhado. Gritava de alegria, corria pelo jardim do Éden, com aquele “pinto” para cima e para baixo, fazendo xixi em tudo o quanto era lugar, em todas as árvores. Correu pela Praia fazendo desenhos com seu xixi na areia. Brincava de chafariz. Acendia uma fogueirinha e depois brincava de bombeiro. Com esse bendito “pinto” Adão estava mais feliz que pinto no lixo.
Deus e Eva contemplavam o homem louco de felicidade, até que Eva perguntou a Deus:
- É Senhor, e agora, qual será o meu presente? Como serei compensada depois dessa boa ação para o Adão. O Senhor vai me contemplar com o que de extraordinário?
Deus respondeu:
- O cérebro, Eva, o cérebro.

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada