Pesquisa personalizada

Você Está Viciado em Internet Quando:

Posted: domingo, 2 de agosto de 2009
Ninguém consegue ligar mais para a sua casa porque você está sempre conectado e só desliga o micro na hora de ir trabalhar ou estudar.

Pode dizer, de cabeça, o endereço completo de 10 sites de que mais gosta e escreve sua home page em html sem pedir ajuda.

Consegue acessar mais de vinte sites eróticos e de graça.

Faz conexões de 30 ou mais e dowloads de 20Mb de texto de newsgroups.

Ao folhear uma revista, procura o ícone de zoom para ver melhor as fotos.

Ao apreciar uma paisagem, comenta que as imagens poderia ganhar uns 10% a mais de magenta e uma resolução melhor.

Dirigindo numa rua qualquer, começa a estranhar os endereços , pois eles não começam com http://, gopher:// ou ftp://

Alguém lhe pede para guardar alguma coisa e você, instintivamente, procura o comando file/save dentro da cabeça.

Acha mais fácil conectar-se ao seu provedor e acessar o endereço http:// www.meteorologia.com/sua-cidade/agora.html do que simplesmente abrir a janela e olhar o tempo.

Começa a usar frequentemente frases como”com- fome.quero.comida@casa.agora.nhac”.

Tem um ataque do coração ao descobrir que sua mulher se esqueceu de pagar a conta do telefone e que hoje é sábado.

Encomenda quase tudo que consome pela internet.

Descobre que esta apaixonado por alguém que nunca viu e só conhece por e-mail.

Seu provedor de acesso sugere que você se inscreva no concorrente… porque vem excedendo regularmente a cota máxima de 300 horas mensais de conexão.

Instala o terceiro modem e uma linha dedicada em casa.

Acessa a página da Microsoft todos os domingos pela manhã para ler o sermão dominical do Grande de Irmão Bill Gates.

Seu disco de 80 Gb esta lotado de downloads que você ainda não abriu e não lembra mais para que servem.

Seu Pentium 4 de 2.8GHz e 1024Mb de RAM fica meio lento.

Acha que deve digitar http:// ou ftp:// para ir ao supermercado.

Consegue acessar a internet com seu notebook e o telefone celular, em pleno transito, para acessar os computadores do Pentágono e programar um míssil Tomahawk, direcionado para o motorista do carro que lhe deu uma fechada na última curva.

Tenta dar um Al+F4 para fechar a janela do carro.

Fica entusiasmado se alguém lhe diz que descobriu um novo programa, mas se frustra quando ele esclarece que e na televisão.

Viu “A rede” 63 vezes.

Revistas como “Internet world” lhe parecem mais interessantes do que “Playboy”.

Mantém mais de seis endereços eletrônicos e 20 senhas.

Já construiu uma home page para seus filhos…. e seus gatos.

Você não conhece ninguém que não tem e-mail.

Para você “sexo seguro” significa “sexo on-line”.

Você convence sua mãe a ter um endereço eletrônico por que sai mais barato do que as ligações interurbanas.

Você nota que seus poucos amigos também só falam em internet o dia todo, e dentro de lanchonete e no ônibus vocês começam a chamar a atenção pela conversa estranha e sem sentido para os normais.

Ao ler uma revista, jornal ou este artigo você procura o mouse para dar um zoom.

Começa a carregar lanches estranhos para comer na frente de seu computador sem lembrar que tem uma lanchonete próximo a você onde se lancha mais confortavelmente.

Quando alguém conversa com você, normalmente você não responde e parece estar em transe cibernético.

Você consegue ler uma lista como esta até o fim.


Fonte: Uhull S.A

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada