Pesquisa personalizada

O Português E O Avião

Posted: sábado, 5 de setembro de 2009
Um português, um alemão e um francês queriam ter o avião mais moderno já construído, e só existia um, no mundo todo, e também era extremamente caro!

O dono da empresa que fabricou o avião resolveu fazer um teste com os três, e lhes disse:

— Somente um de vocês pode ter este avião! Então, vou fazer uma proposta a vocês: De vocês três, o que jogar deste avião o objeto mais perigoso em seu país, fica com o avião!

Então, o alemão sobrevoou seu país natal, a Alemanha, e do alto jogou uma faca ao solo.

Todo confiante, o francês voou em seguida com o avião e, do alto, deu um tiro com um revólver em direção ao solo de seu país!

Achando que iria ganhar, o português levantou vôo com o avião e, a dez mil pés, joga uma bomba sobre Portugal!

No dia seguinte o alemão, já em seu país, triste porque não conseguiu ficar com o avião, vê uma menininha chorando na rua, e pergunta:

— O que houve menininha?

— Ontem eu tava brincando com minha mãe e ela levou uma facada que havia caído do céu... — responde ela.

O francês, também todo triste de volta ao seu país, vê um garoto chorando e pergunta pra ele:

— Por que você tá chorando?

E o garoto responde:

— Eu tava brincando com meu amigo e ele levou um tiro!

E o português, feliz da vida porque tinha conseguido ficar com o avião, caminhava pelas ruas de sua cidade, em Portugal, quando vê um garoto se matando de rir.

Por curiosidade, ele pergunta ao garoto:

— Por que estás rindo, pequena criança?

E o menino responde:

— Ah, senhor, é que eu peidei e a minha casa explodiu...

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada