Pesquisa personalizada

O Avião e o Taxista...

Posted: segunda-feira, 5 de outubro de 2009
Um avião sofre uma pane e o piloto é obrigado a fazer uma aterrissagem
de emergência, mas graças à sua habilidade, consegue pousar em
segurança no meio de uma avenida. Passado o pânico, os passageiros
batem palmas e começam a sair do avião. Tudo parecia resolvido, quando
um taxi desgovernado bate no avião.

No interrogatório com o motorista, o delegado questiona:
- O piloto evita uma catástrofe e o senhor consegue bater no avião
parado? Como é que o senhor não viu esse jato no meio da pista?
- Doutor, eu peguei um casalzinho lá no shopping, eles entraram no
táxi e começaram o maior amasso e eu 100% de atenção no trânsito.
- Sim, prossiga...
- Ele tirou a blusa dela e começou a chupar os peitos da moça e eu
vendo pelo espelhinho, mas com 90% de atenção no trânsito.
- Continue...
- Ele enfiou a mão nas pernas da moça e puxou a calcinha dela, e eu
com 80% de atenção no trânsito.
- E....
- Ela abriu o zíper e caiu de boca no bilau do rapaz, daí foi para 50%
minha atenção no trânsito!
- Ok! E então?
- Naquele pega-pega e chupa-chupa, ela tirou o bilau da boca e apontou
na direção da minha nuca, nisso o rapaz gritou:
- OLHA O JATO!!!
- Abaixei a cabeça na hora e nem vi a cor do avião... Doutor!! Como eu
ia saber que era a porra do jato e não o jato da porra?


Resumindo: O taxista foi liberado


Vi no http://comedia-s.blogspot.com/


Porque ao contrário de alguns Blogs, eu posto a origem das coisas...

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada