Pesquisa personalizada

Pulga Azarada....

Posted: terça-feira, 17 de novembro de 2009
Uma pulga estava tomando sol na praia, toda bronzeada, embaixo de um guarda sol, quando chega outra pulga, branca e morta de frio.

A primeira lhe pergunta:

- O que aconteceu?

- Eu quis vir para praia tomar um solzinho e então subi no bigode de um motociclista que vinha pra cá, mas o cara veio a 200km/h e eu quase congelei de frio!

- Putz, você tem que fazer como eu: esconda-se no banheiro feminino e quando entrar uma garota, esconda-se na calcinha dela. Naqueles pelinhos macios, você viaja quentinha e segura!

No fim de semana seguinte, voltam as duas a se encontrar na praia: a primeira, bronzeadíssima; e a segunda, branca e morta de frio.

- E agora, o que aconteceu? Não fez como eu disse?

- Claro que fiz! Me escondi no banheiro e quando a garota entrou e baixou a calcinha, eu me acomodei ali muitíssimo bem e dormi.

- Então, por que você está assim?

- Não faço a menor idéia. Quando acordei estava de novo a 200 km/h no bigode do motociclista!

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada