Pesquisa personalizada

Qual o nome da criança ?

Posted: sexta-feira, 20 de novembro de 2009
A garota vai à primeira festa de sua vida e, com medo dos avanços dos rapazes, pede conselho à mãe:

- O que faço, mamãe, se os garotos insistirem...

- Se os rapazes começarem a insistir muito, minha filha, pergunta que nome eles vão dar à criança. Isso vai fazer com que eles desistam.

Assim foi. No meio de uma dança um catarinense diz:

- Vamos para o jardim atrás da piscina, mina?

Ela vai, mas quando o moço quer avançar ela pergunta:

- Que nome vamos dar à criança?

O carinha olha-a com surpresa, diz que esqueceu a carteira no bar e sai de fininho.

Uma hora mais tarde repete-se a cena com um paraense.

Igualzinho, quando ela pergunta qual será o nome do filho, ele fica de pés frios e vai-se embora.

Em seguida chega um gaúcho como quem não quer nada e lhe da um beijo, ela pergunta que nome vamos dar à criança, o gaúcho também sai de fininho...

Mais tarde chega um cearense, vai com ela para o jardim, começa com beijinho aqui, beijinho ali, apalpa-lhe o peito e ela pergunta:

- Que nome vamos dar à criança?

Ele continua e abre o vestido dela.

- Que nome vamos dar à criança?

Ele pega nos seios.

- Que nooome vaaamos dar à criança?

Ele tira o vestido dela e a sua calcinha.

- Que noooome... ahhh... vaaaaaaaamos daaar... ahhhh... à criança? Ahhhhhh... Ahhhhhhhhhhhh...

- Queeee noooooome vaaaaaaamos..... não para........ daaaaaaaar... vai....vai..... vaiiiiii...... aaaaaaaaaaah criaaaaaaaança????

Depois de acabarem, ela pergunta mais uma vez:

- E agora, qual vai ser o nome do nosso filho?

E o cearense, triunfante, tira devagar o preservativo, levanta para o alto, dá um nó firme e diz:

- Se ele conseguir sair daqui vai se chamar MAGAIVER!

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada