Pesquisa personalizada

Fruta do Cemitério

Posted: sexta-feira, 14 de maio de 2010
Dizem que as árvores frutíferas dos cemitérios, dão os frutos mais gostosos. Sabendo disso, dois amigos decidiram entrar no cemitério pela noite e pegar todos os figos da árvore.
Eles pularam o muro, subiram a árvore com as sacolas penduradas no ombro e começaram a distribuir o prêmio.
- Um pra mim, um pra você. Um pra mim, um pra você.
- Pô, você deixou aqueles dois caírem do lado de fora do muro!
- Não faz mal, depois que a gente terminar aqui, a gente pega os outros dois que caíram lá fora.
- Então tá bom, mais um pra mim, um pra você.
Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de um pra mim e um pra você e saiu correndo para a delegacia. Chegando lá, virou para o policial:
- Seu guarda, vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!
- Ah, cala a boca. Você tá bêbado.
- Juro que é verdade vem comigo.
Os dois foram até o cemitério, chegaram perto do muro e começaram a escutar...
- Um para mim, um para você.
O guarda assustado:
- É verdade! É o dia do apocalipse! Eles estão dividindo as almas dos mortos! O que será que vem depois?
Quando os amigos falam lá de dentro:
- Um para mim, um para você... Pronto, acabamos aqui. E agora?
- Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro.
O policial e o bêbado gritam:
- COOOOOOOOORREEEEEEEEEE!

0 comentários:

________________________________

So far or so it seems
All is lost with nothing fulfilled
Off the pages and the T.V. screen
Another world where nothing's true
Tripping through the life fantastic
Lose a step and never get up
Left alone with a cold blank stare
I feel like giving up
I was blinded by a paradise
Utopia high in the sky
A dream that only drowned me
Deep in sorrow, wondering why

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Then string him up for all the world to see

I'm sick of all you hypocrites
Holding me at bay
And I don't need your sympathy
To get me through the day
Seasons change and so can I
Hold on Boy, no time to cry
Untie these strings, I'm climbing down
I won't let them push me away

Oh come let us adore him
Abuse and then ignore him
No matter what, don't let him be
Let's feed upon his misery
Now it's time for them to deal with me



Pesquisa personalizada